sábado, dezembro 15

Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento assina convênios com 23 municípios baianos

convênios com 23 municípios baianos
Foto: Mário Marques | Sihs firma convênios de Planos Municipais de Saneamento com 23 novos municípios.

Com a meta de universalizar o saneamento básico na Bahia, a Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (Sihs) assinou convênios com 23 municípios baianos na manhã desta quinta-feira (25). O ato resultará em benefícios para mais de 500 mil habitantes. As localidades contempladas são Acajutiba, Aporá, Cardeal da Silva, Crisopólis, Esplanada, Inhampube, Itapicuru, Jandaíra, Pojuca, Ribeira do Pombal, Rio Real, Conde, Entre Rios, Nova Soure, Olindina, Cipó, Itanagra, Ouriçangas, Tucano, Pedrão, Ribeira do Amparo, Aramari e Sátiro Dias.
Presente na cerimônia, o secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto, explicou aos gestores que técnicos da Sihs, Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb) e Agência Reguladora de Saneamento Básico (Agersa) auxiliarão as prefeituras na realização e execução do Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), cujas leis já foram devidamente aprovadas pelas Câmaras Municipais.
“Todo nosso corpo técnico estará à disposição dos municípios, de forma que essas cidades possam tirar seus planos do papel, abrangendo as quatro vertentes: abastecimento de água; esgotamento sanitário; limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos; drenagem e manejo de águas pluviais”, comentou Cássio Peixoto. 
O secretário acrescentou que “afinal, de cada real investido em saneamento, economizamos R$ 4 na saúde e isso é muito importante, levando em conta a crise financeira e política que assola o nosso país. Apesar de toda dificuldade, somente em 2016, o governador Rui Costa investiu mais de 602 milhões em água em saneamento na Bahia e a meta é fazer muito mais”.
O presidente da Embasa, Rogério Cedraz, reforçou a importância da parceria entre os poderes, para que os mesmos se desenvolvam adequadamente. “E as prefeituras terão todo nosso apoio”, garantiu. 
Fonte: Ascom/Sihs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *