sexta-feira, dezembro 14

Audiência pública sobre os 32 anos da pastoral do menor de alagoinhas é marcada pelo lançamento da campanha virando o jogo


Na última quarta-feira (07) aconteceu, na Câmara Municipal de Alagoinhas, uma audiência pública de autoria do vereador João Henrique com o tema: Pastoral do Menor de Alagoinhas: 32 anos de amor ao próximo. Na presença do Presidente da Casa Legislativa, Roberto Torres, além dos vereadores Ozeas Menezes, Pastor Lins, Raimundo Alves (Gode), equipe técnica da entidade e público em geral, foi lançada a Campanha “Virando o Jogo” que promete mudar muitas histórias de vida de crianças e adolescentes da cidade de Alagoinhas.
O Presidente Roberto Torres abriu a Audiência falando da importância da entidade para as crianças e adolescentes do município, e passando a palavra para o vereador João Henrique que conduziu os trabalhos. O vereador agradeceu ao Presidente ressaltando a forma democrática com que o mesmo tem garantido o espaço a todos os vereadores para o desempenho das suas funções da melhor maneira possível.
A Pastoral do Menor trouxe uma apresentação de dança do Projeto Arte pela Vida e um vídeo documentário emocionante, com depoimentos dos alunos atendidos. Após as apresentações, o vereador autor convidou algumas autoridades para compor a mesa: Padre Freddy Groven, fundador da Pastoral do Menor, Yure Martins, Diretor de Convênio da Secretaria de Assistência Social – SEMAS, Jean Affonso, Subsecretário da Secretaria Municipal de Educação – SEDUC, Capitão Sales, Subcomandante do 4º BPM, Jucileide Barreto, representante do Conselho Tutelar, Vanderlon Santana – Presidente do Conselho Municipal de direitos de crianças e adolescentes. (CMDCA)
Padre Freddy falou sobre a história de Ricardo, um menino abandonando que veio a falecer nos seus braços de desnutrição, e que deu origem a história da entidade. A partir desse momento, o padre começou a luta pela garantia dos direitos da criança e adolescentes do município.
A Coordenadora da Pastoral, Diva Rabelo, trouxe ao conhecimento de todos a história de fundação, desde a chegada do Pe. Freddy no Brasil no ano de 1974, até os dias atuais, citando durante a sua fala os projetos: Crescer, Arte pela Vida, Jovem Aprendiz, Arca de Nóe, Programa de Apoio às Famílias – PAF, Casas Lares (Casa de Acolhimento/Abrigo), assim como os cursos de qualificação desenvolvidos.
O Subsecretário da SEDUC, Jean, falou da importância de projetos sociais com o perfil dos executados pela entidade para cuidar de crianças em situação de vulnerabilidade social, colocando a Secretaria à disposição da entidade. Os demais integrantes da mesa também demonstraram apoio à causa defendida, se colocando à disposição como parceiros no enfrentamento dessa realidade.
Presidente do Conselho Municipal de direitos de crianças e adolescentes. (CMDCA), Vanderlon Santana trouxe no seu discurso números de atendimentos às crianças desde o início da história da Pastoral: foram mais de 18.000 atendidas, considerando de forma indireta mais de 30.000 e ressaltou a luta e admiração por Pe. Freddy, que mesmo na ausência de qualquer apoio público conseguiu manter a entidade de pé. “É injusto que Freddy com mais de 70 anos ainda carregue toda essa cruz pesada para garantir os direitos da criança e do adolescente. Hoje é um momento especial para sensibilizarmos as pessoas para que a gente possa resgatar a Pastoral e retornar ao atendimento de antes, quando tínhamos mais de 1.500 crianças, contra apenas 600 que atendemos hoje em dia.”, desabafou.
Vanderlon trouxe também manchetes recentes e polêmicas de jornais, tais como: “Crianças e Adolescentes são quase 40% entre os pobres”, “Brasil registra 3 queixas de abuso sexual de crianças por hora.”, “Mais de 318 mil jovens foram assassinados no Brasil entre 2005 e 2015”, “Abuso sexual de meninas com menos de 10 anos cresce no Brasil.”, “Alagoinhas é a 18ª cidade mais violenta do país, aponta pesquisa do IPEA”, entre outras.
Entre os objetivos e metas da Campanha “Virando o Jogo – Quanto mais pessoas participarem do jogo, mais vidas serão transformadas” estão: arrecadar aproximadamente R$ 20 mil por mês através de doações de pessoas físicas ou jurídicas, incentivar a prática de denúncias das violações de direitos contra a criança e adolescente, manter e ampliar os projetos e programas da instituição.
O vereador Raimundo (Gode) saudou a todos os presentes e relembrou: “Eu acompanhava o trabalho da entidade e pedia a Deus todo dia: um dia eu vou poder ajudar a Pastoral do Menor, Deus me abençoou e o povo de Alagoinhas também, me elegendo vereador dessa casa. Contem comigo, destinarei uma parte da minha emenda à instituição.”
O vereador Pastor Lins ressaltou a importância do Pe. Freddy: “Ele hoje se constitui para Alagoinhas um referencial de um homem guerreiro, de um homem perseverante, de um homem que alimenta e alimentou no coração e acalentou um sonho, um desejo que é nobre, é sublime e celestial. Eu tenho um carinho muito grande pelo Padre.”
O vereador Ozeas Menezes cumprimentou a todos e completou. “É uma batalha Pe. Freddy, a palavra mais propicia para o Senhor é resiliência.” O vereador lembrou da experiência e das dificuldades encontradas no início da sua vida social, com o trabalho no Centro de Recuperação Pedras Vidas.
Ramon Carvalho, assessor do vereador Luciano Sérgio, e ex-aluno da Pastoral do Menor falou da influência da entidade na sua história de vida demonstrando emoção, gratidão e reconhecimento em seu discurso ao relembrar da sua passagem pela instituição.
O vereador autor garantiu que no exercício do seu mandato, anualmente, realizará outras audiências para que seja discutida a progressão da Pastoral do Menor e de seus projetos. “Tenho certeza que a partir dessas audiências anuais teremos parâmetros para discutir ferramentas de fortalecimento do trabalho da entidade.”
Ao final, o Pastor Lins sugeriu que fosse formada uma comissão encabeçada pelo colega João Henrique, Pe. Freddy e direção da Pastoral, assim como os integrantes da mesa para levar diretamente ao Prefeito Joaquim Neto as demandas levantadas na Audiência Pública.
O vereador João Henrique conclamou a população de Alagoinhas para participar da Campanha Virando o Jogo, agradecendo a todos pela presença.
Ascom – Câmara Municipal de Alagoinhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *