quarta-feira, novembro 14

Centro de Convenções desabou por falta de manutenção, aponta laudo

Foto: Edilson Lima | Ag. A TARD

O laudo pericial sobre o desabamento do Centro de Convenções da Bahia, ocorrido em setembro do ano passado, aponta a falta de manutenção nas estruturas de aço como as causas do acidente. O documento, datado do dia 17 de maio de 2017, foi solicitado pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) ao Departamento de Polícia Técnica (DPT).
O laudo concluiu que a “falta de manutenção adequada da estrutura proporcionou efeitos irreversíveis na oxidação do aço, o que causou o rompimento da estrutura no local do acidente”.
Ainda coforme os peritos, as estruturas que romperam foram dois tirantes (estrutura de aço) que, de acordo com o documento, tinham espessura menor do que prevista no projeto original do Centro de Convenções.
       
Trecho o documento que indica a falta de manutenção no imóvel | (Foto: Ministério Público da Bahia)
Devido a estrutura em estado de corrosão avançado, o laudo indica “a interdição do imóvel até que seja feita a análise total da estrutura com objetivo de avaliar a necessidade de sua recuperação ou demolição”.
Os peritos criminais Roberto Muiños Ventin, Cláudio Fernando Silva Macedo e Paulo Geraldo Mendes Botelho, que assinaram o documento, constataram que a ação do salitre combinada com a falta de manutenção adequada ao centro resultaram no desmoronamento.

Fonte: Atarde 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *