sábado, novembro 17

Em viagem a Brasília, Prefeito Joaquim Neto busca apoio para a construção da via expressa

Na foto o prefeito Joaquim Neto com Herbert Drummond secretário Executivo do Ministério dos transporte

Em viagem a Brasília, o prefeito Joaquim Neto tem feito um tour por vários ministérios e agências oficiais em busca de atrair novos investimentos e obras que vão impactar o aspecto urbanístico, especialmente no que se refere à urbanização e mobilidade, temas constantes da pauta do prefeito em diversas reuniões.

Hoje (11) pela manhã, o prefeito esteve reunido com Herbert Drummond, secretário Executivo do Ministério dos transporte, para tratar da liberação de recursos para a construção da Via Expressa, uma avenida que vai desafogar o trânsito do centro da cidade e criar uma nova alternativa de tráfego para o centro e bairros adjacentes.

O prefeito saiu do encontro com o secretário bastante otimista. O Ministério dos Transportes tem interesse em fomentar vias de acesso que gerem desenvolvimento e melhores a acessibilidade, desafogando centros urbanos e criando outros caminhos.

Para que a Via Expressa seja construída, além da liberação de recursos por parte do MT, será necessário o apoio da ANTT – Agência Nacional de Transporte Terrestre, para a relocação da via férrea na área entre a Estação São Francisco e o viaduto da Rua do Catu.

“Será um novo modal de desenvolvimento, dando mobilidade e desafogando o trânsito no centro da cidade, além de valorizar uma região onde poucos querem empreender por causa do travamento ferroviário”, disse o prefeito, que esteve na ANTT também na manhã de hoje, onde se reuniu com técnicos e assessores da agência.

O prefeito Joaquim acredita que tanto o MT quanto a ANTT aprovarão sua solicitação, pois ambos consideraram importante essa ligação, que servirá também para acesso de entrada e saída à Estação de Transbordo do transporte intermunicipal feito por vans e micro-ônibus, concluída desde meados de 2016, e que faz parte do projeto de melhoria do sistema viário da SMTT.

 

Por Vanderley Soares – Jornalista DRT 4848

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *