terça-feira, dezembro 11

Nova Fábrica da Heineken é inaugurada em Alagoinhas, na Bahia

A Nova linha de produção cerveja Heineken teve investimento de R$ 135 milhões. O grupo Heineken Brasil inaugurou nesta sexta-feira passada (30) uma nova operação para produção da cerveja Heineken na cidade de Alagoinhas, no interior da Bahia. O grupo atualmente já produz na cidade baiana cervejas como Bavaria, Devassa, Glacial, Kaiser, Schin, No Grau e Eisenbahn.

A partir desta sexta, com investimento de R$ 135 milhões, foi inaugurada nova linha de produção da Heineken. A unidade também produz Skinka, Itubaína (Original e Retrô), Refrigerantes Viva Schin, Schin Tônica e água Viva Schin. O grupo, que está presente na cidade há 21 anos, emprega atualmente 636 pessoas diretamente e outras 300 indiretamente. Dos empregos diretos, 95% são de Alagoinhas. Dos indiretos, 100% são de Alagoinhas.

O diretor presidente, Didier Debrosse, explicou que a unidade em Alagoinhas é a segunda maior cervejaria do grupo no Brasil. “Foram investidos cerca de R$ 135 milhões para a inauguração da linha de Heineken.

A obra incluiu a montagem de 4 tanques horizontais, chamados de HORAPs e usados exclusivamente para o processo de fermentação de Heineken; ampliação da linha de vidro – a maior do grupo no Brasil em flexibilidade de produção para diferentes tipos de embalagens; nova embaladora para a linha de latas, permitindo a fabricação de diferentes produtos e embalagens e uma nova e moderna linha de chope”, explica Didier.

O mercado do Nordeste, segundo Didier, será o principal beneficiado com a nova linha de produção de Heineken. Contudo, ressalta que ‘não haverá diferenciação do preço’. A linha de produção baiana será a primeira no Nordeste do grupo que tem outras três em atividade. Ou seja, agora serão 4 linhas de produção da cerveja no país. “A água é nossa principal matéria prima, sem dúvida a qualidade da água de Alagoinhas influenciou”, afirmou Didier sobre a decisão de criar uma linha de produção no estado.

O alto investimento do grupo na Bahia acontece dois anos depois do grupo fechar uma fábrica em Feira de Santana. “Há dois anos a empresa tinha uma outra estratégia de negócio e o encerramento das atividades fez parte desta fase. Alagoinhas veio da aquisição da Brasil Kirin, há pouco mais de um ano”, destacou Didier. O grupo Heineken chegou ao Brasil em maio de 2010, após a aquisição da divisão de cerveja do Grupo FEMSA e, em 2017, adquiriu a Brasil Kirin Holding S.A (“Brasil Kirin”).

A marca Heineken está presente em 192 países. Produzida e fermentada com ingredientes naturais, a Heineken possui exclusiva levedura A e processo produtivo unificado que, segundo o grupo, tem o mesmo sabor em todo mundo. Estive presente a inauguração o governador do estado Rui Costa, que falou da importância da Heineken em Alagoinhas na Bahia e que a empresa também fizesse mais investimentos na área de sucos e refrigerantes.

“Essa nova fábrica será ótima para população de Alagoinhas que vai abrir mais vagas de trabalho e gerar renda para cidade”. Finalizou o prefeito Joaquim Neto. Estiveram presentes a inauguração, a Primeira Dama do município Carla Reis, presidente da câmara Roberto Torres(DEM), os vereadores Luciano Sergio(PT), Ozeas Menezes(PRP), Juracy (DEM), Raimundo Gode(PR), Secretário de Governo e ASCOM Gustavo Carmo, Secretário de Gabinete e Presidente do Atlético de Alagoinhas Raimundo Queroz.

Marcio Ramos

Jornalista DRT 5202/BA

Conselheiro ABI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *