quarta-feira, março 20

BSC Copener realiza III Feira Sociocultural

Serigrafia, arte em piaçaba, costura, artesanato, agricultura familiar e educação ambiental. Na Praça Rui Barbosa, centro de Alagoinhas, Dona Maria Augusta expõe as frutas e legumes colhidos no assentamento Ana Rosa, em Pojuca, e comercializa os produtos que cultiva na iniciativa da BSC Copener. Do outro lado, pra lá do cinema 3D, onde alunos assistem a projeções do projeto “Cinema no Campo”, Cristina, do Cangula, explica como voltou a estudar, incentivada pela participação no projeto “Farmácia Verde”, premiado recentemente pela Federação das Indústrias do Estado da Bahia.

É com um clima de descontração, em um ambiente cheio de cores, cidadania e música, que os grupos de comunidades locais organizam os estandes de apicultura, artesanato, viveiro de mudas, agroecologia, derivados da mandioca, olericultura, oficina de tranças e turbantes.

Os produtos comercializados são fruto da iniciativa desenvolvida com a política integrada da Bahia Specialty Cellulose/Copener (BSC/Copener), que aposta na união entre tecnologia, padrão de qualidade, respeito pelas comunidades e sustentabilidade para desenvolver suas ações.

“Nosso principal objetivo é trazer as comunidades que fazem parte dos nossos projetos sociais para que as pessoas possam conhecer os produtos, os projetos, os programas de educação ambiental. Também é interessante porque um projeto conhece grupos de outro projeto, então acaba gerando interação, compartilhamento, troca de experiências”, pontuou Eliete Maria Luiza, especialista em Responsabilidade Social da Copener.

Para Mouana Fonseca, coordenadora de Relações Institucionais da empresa, realizar a Feira é também uma forma de concentrar, em um espaço, os esforços direcionados durante o ano todo em diversos segmentos com os quais a Copener gera resultados efetivos para as comunidades. “São mais de 30 grupos produtivos, de todos os projetos. Então aqui a gente fecha com chave de ouro o ano de 2018 com mais de 40 mil beneficiados nos projetos sociais da BSC Copener. São ações de responsabilidade social e sempre com atividades estruturantes”, enfatizou.

Paralelamente à comercialização de produtos, o evento conta ainda com as disputas finais do Fest in Canto 2018, o Festival Intercolegial de Novos Talentos da Música. Foram mais de 300 inscritos, segundo a organização. Na etapa final, alunos de Alagoinhas, Itanagra, Entre Rios, Inhambupe, Conde e Esplanada se enfrentaram nas categorias infantil e juvenil.

A grande vencedora da edição, na categoria infantil, foi Raquel Ferreira. Ela e o ganhador da categoria juvenil terão a oportunidade de gravar um CD com tiragem de mil cópias.

A III Feira Sociocultural da BSC Copener conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Alagoinhas, através da Secretaria de Educação (SEDUC), da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo (SECET) e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Meio Ambiente (SEDEA).

 

 

 

 

FONTE: Site Se Liga Alagoinhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *