Justiça decreta prisão de acusada de mandar matar o marido em Alagoinhas

A pedido do Ministério Público estadual, a Justiça decretou a prisão preventiva de Brigida Heloisa Araujo de Jesus, acusada de ter sido a mandante do homicídio do seu marido Joedson Tanan da Silva, em agosto de 2013, em Alagoinhas.

O juiz Almir Pereira de Jesus decretou também as prisões preventivas de Reinaldo Souza Leite e José Lito dos Santos Surreição, acusados de terem cometido o homicídio de Joedson com o uso de arma de fogo.

O Ministério Público estadual, por meio do promotor de Justiça Gilber Santos de Oliveira, ofereceu o aditamento da denúncia, incluindo na ação penal Brígida Heloísa de Jesus, atualmente custodiada na carceragem local de Alagoinhas.

“As provas que foram colhidas recentemente embasaram o pedido de prisão preventiva que foi decretado pelo juiz Almir Pereira de Jesus”, destacou o promotor de Justiça Gilber Santos.   

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *