Prefeito de Alagoinhas, médico do Atlético-BA é suspenso por sete jogos

O prefeito de Alagoinhas e médico do Atlético de Alagoinhas, Joaquim Neto (DEM), foi condenado pelo Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol da Bahia (TJD-BA). A decisão foi divulgada na última quinta-feira (11). Ele foi suspenso por sete jogos em competições promovidas pela Federação Bahiana de Futebol (FBF) e também multado no valor de R$ 6 mil.

Foto: Reprodução / TV Bahia

Joaquim Neto foi condenado por xingar a arbitragem do jogo entre Atlético de Alagoinhas e Bahia, no Carneirão, pela semifinal do Campeonato Baiano. De acordo com a súmula da partida, ao entrar em campo para realizar um atendimento médico, ele partiu para cima do árbitro Bruno Pereira Vasconcelos e com dedo em riste disse as seguintes palavras: “Você veio mal intencionado, o Bahia não precisa disto, você meteu a mão na gente”. Depois, após o término do primeiro tempo, ele voltou a se dirigir ao juiz e falou: “Você é um ladrão e por isso não vai a lugar nenhum”; “Vocês são uma cambada de filhos da p*, ladrões, safados”.

O Atlético de Alagoinhas acabou sendo eliminado do Baianão pelo Bahia ao perder a partida por 2 a 0.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *