Concurso Público | Prefeitura de Alagoinhas define nova organizadora; edital em julho

A nova organizadora do concurso para a Prefeitura de Alagoinhas, na Bahia — a 122 km de Salvador —, já está definida. Será pela banca organizadora AIETEC – Instituto Consultec. De acordo com a nota publicada pela própria prefeitura, o novo edital estará disponível no site da banca em julho. 

Os candidatos que desejam participar da nova seleção não precisam solicitar o ressarcimento do valor da taxa, que foi de R$44 para cargos de nível médio e de R$58 para nível superior. Os que optarem por não concorrer no novo concurso já podem fazer o pedido de restituição.

Para isso, será preciso preencher um formulário online, disponível no site da prefeitura, até o dia 3 de julho. Também foi disponibilizado um manual de solicitação de reembolso.

Os valores serão pagos em lotes, por conta do número de inscritos no concurso. Segundo a prefeitura, foram mais de 16 mil. A Secretaria de Administração publicará um cronograma com as datas de pagamento.

Novo edital deve apresentar estrutura semelhante ao anterior

O novo concurso não deverá se diferenciar muito do último, cancelado em maio. A oferta ainda deverá ser de 500 vagas, distribuídas por cargos de níveis médio e superior. No edital anterior a oferta era para 92 vagas imediatas e outras 408 para formação de cadastro de reserva. 

As vagas de nível médio eram para os cargos de assistente administrativo, motorista (categoria D) e auxiliar de classe. As remunerações para esses profissionais poderiam chegar aos R$1.532,78. A carga de trabalho era de 40 horas por semana, dependendo da função.

Para nível superior foram contempladas as funções de arquiteto, administrador, contador, bibliotecário, coordenador pedagógico e professores. As remunerações poderiam chegar aos R$2.715,63, para cargas de trabalho de 20 ou 40 horas semanais.

Os servidores ainda terão direito a vale-transporte e vale-alimentação (para cargos de 40 horas). 

Prepare-se para o concurso

As provas objetivas do concurso também devem seguir a mesma estrutura apresentada no edital anterior. A prova de nível médio abordaria questões de Língua Portuguesa, Matemática e Conhecimentos Específicos. 

Já para nível superior foram cobradas as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Noções de Informática e Conhecimentos Específicos. Para os cargos de coordenador pedagógico e professores a  avaliação teve questões de Língua Portuguesa, Matemática, Conhecimentos Gerais, Conhecimentos Pedagógicos e Legislação e Conhecimentos Específicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *