Sucesso em participação do público, viagens do Trem do Forró foram encerradas no último domingo (16); programação continua com a Vila de Santo Antônio

5 dias de Trem do Forró. 18 forrozeiros locais comandando a festa. 24 viagens de 40 minutos que somaram, juntas, quase 16 horas de percurso; cada uma delas, com cerca de 140 pessoas.

Com um público que superou a expectativa da organização, este ano, o Trem do Forró agregou estudantes da rede municipal de ensino, grupos de fora, instituições, como a APAE e a Pestalozzi, órgãos municipais, a exemplo do CAPS III e do SAAE, professores, mulheres do Petrolar e torcida organizada do time da cidade. Foram mais de 10 grupos organizados em viagens programadas e outras dezenas de trechos abertos à população em geral que desfrutou, sem ressalvas, do forró pé de serra na estação.

Foto: Roberto Fonseca

Na Fundação Iraci Gama (FIGAM), de onde saíam os vagões, a música começava antes do embarque. Quem aguardava a chegada do trem, na estação São Francisco, podia iniciar a viagem muito antes: o forró ao vivo, comandado por músicos locais, dava embalo à memória, coletiva e individual, que encontrava, nas paredes da FIGAM, durante a espera, peças, documentos, quadros e recortes expostos para reavivar a história da linha férrea, o impacto da estação na cidade, em 1868, e o trânsito direto de passageiros no local.

“Este foi o maior entroncamento ferroviário do norte-nordeste do Brasil e as pessoas tiveram a alegria de reviver isso com o Trem do Forró”, salientou o prefeito Joaquim Neto, que ressaltou também o sucesso da iniciativa. “O movimento foi crescendo. Em 2017, quando iniciamos o Trem do Forró, eram 3 dias de viagens. Agora, em 2019, foram 5 dias e 2 classes de passageiros e sentimos que ano que vem será necessário expandir ainda mais. Então é o 3º ano consecutivo que o Trem do Forró chega para dar início aos festejos juninos em Alagoinhas, com um sucesso de realização, e o que podemos garantir é que ano que vem a população pode esperar ainda mais, lembrando que os festejos continuam essa semana, com a Vila de Santo Antônio da Lagoinha, no Mercado do Artesão, e as grandes atrações na Avenida Joseph Wagner”, pontuou o gestor.

A Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo (SECET), responsável pela iniciativa, informou que a intenção, no Trem do Forró, foi também valorizar os artistas da terra. Músicos locais foram organizados para comandar o arrasta pé dentro e fora do trem.

Quem participou, avaliou positivamente a proposta. “Eu já tinha vindo ano passado e este ano eu vim 2 vezes. Amei, adorei! No próximo ano, venho também! Gostei de tudo: da organização, da música, de tudo! Foi ótimo!”, declarou Maria Nilza Lima Barbosa, que embarcou neste domingo (16) para mais uma viagem sobre os trilhos.

Foto: Roberto Fonseca

Ela não foi a única: no último dia de Trem do Forró, vieram grupos, amigos e até 3 gerações de uma mesma família (mãe, neto e avó), que abraçaram a iniciativa.

Foto: Roberto Fonseca

“A gente, no grupo, teve bebês de 8 meses de idade a mulheres de 90 anos”, afirmou Marismônica Gonçalves Santos, do grupo de mulheres do Jardim Petrolar, que subiu ao trem, no domingo (15), com outras 132 pessoas em uma viagem exclusiva, pela manhã.

Levantando a bandeira do empoderamento feminino e da igualdade de gênero, o Grupo de Mulheres do Jardim Petrolar chegou ao trem caracterizado, com camisas que os moradores confeccionaram especialmente para o festejo junino.

Foto: Roberto Fonseca

“É um momento de integração com toda a família. É o 2º ano em que participamos. Mulher é força, é garra, é poder. Estamos nos organizando, nos firmando , mostrando para o que a gente veio e, no trem, chegamos com muita animação. Saindo daqui, vamos para o nosso bairro, continuar o festejo no quiosque que preparamos”, revelou Marismônica Santos.

Segundo a SECET, não foram apenas os grupos que preencheram a programação do último domingo, quando foram encerradas as viagens desta edição. Para abarcar a alta demanda, a secretaria disponibilizou uma viagem extra aberta a moradores e visitantes no último dia de Trem do Forró.

O festejo final sobre a linha férrea ficou por conta das torcidas organizadas do time da cidade. Membros da Nação Carcará e da Jovem Coral animaram os vagões que saíram da estação às 16h30, anunciando o encerramento da programação 2019. A realização é da Administração Municipal, com apoio do Conselho Municipal de Cultura e da empresa VLI.

Foto: Roberto Fonseca

A SECET informou que o festejo continua agora com a Vila de Santo Antônio da Lagoinha, que acontece nos dias 18, 19 e 21 de junho, a partir das 18h, no Mercado do Artesão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *