terça-feira, agosto 20

Cerveja Cacildis chega ao mercado baiano

Mais caras e sofisticadas, as cervejas Premium caíram, definitivamente, no gosto dos baianos. E, atentas a este novo cenário de consumo, as grandes cervejarias do país ampliaram nos últimos anos os investimentos na produção, distribuição e lançamento de novos produtos neste segmento. Uma prova disso: ontem, na Chácara Baluarte, no bairro Santo Antônio Além do Carmo, o Grupo Petrópolis, que fabrica a Itaipava, lançou oficialmente no mercado baiano a cerveja Cacildis. A iniciativa é uma parceria com a Brassaria Ampolis que tem, entre seus sócios, Sandro Gomes, filho do saudoso humorista  Mussum.

“Pra gente é um orgulho, um prazer enorme, trazer a Cacildis para a Bahia. Meu pai amava esta terra, gostava muito daqui”, diz Sandro.  “Sem falar que a Cacildis tem forte identidade com o samba e a Bahia é, reconhecidamente, um dos berços do samba no Brasil. Queremos que o produto seja uma referência em seu segmento na região Nordeste. E do jeito que estamos trabalhando, certamente será muito em breve”, acrescentou. 

Sandro contou que a ideia de fazer algo para homenagear Mussum surgiu em 2011.  Foram dois anos estudando o mercado, analisando vários tipos de negócios. Ele e seu sócio, o publicitário Diogo Mello, chegaram a pensar em abrir um museu, um bar, mas aí veio a ideia de criar uma cervejaria artesanal. No Carnaval de 2011, a Brassaria Ampolis foi fundada.  Em agosto do mesmo ano, foi lançado o primeiro rótulo, a Biritis.  “Mussum é a inspiração do projeto, o cara do projeto”, conta Sandro. 

Em 2014, surge a Cacildis – uma cerveja do tipo pilsen, elaborada com três tipos de malte e quatro tipos de lúpulo. Conforme informações do Grupo Petrópolis, ela foi preparada para atender a diversas ocasiões de consumo, seja na praia, no churrasco com amigos, nos bares “pé na rua” ou em casas noturnas. Na sequencia surgiram outros dois rótulos: a  Ditriguis e Forévis.

Na Bahia, a Cacildis está sendo produzida na fábrica do Grupo Petrópolis, em Alagoinhas. São 250 mil litros por mês. De lá, o produto é distribuído para as principais redes de varejo do estado como o Extra e o GBarbosa.  A ideia é que os outros rótulos também tenham produção local. Para Diogo Mello, a parceria com o Grupo Petrópolis é a realização de um sonho já que vai permitir que o produto chegue na casa de todos os brasileiros. 

“É um momento especial do projeto, um novo marco zero, e temos muito a crescer agora”, afirmou, lembrando que o projeto começou com a produção de 1.500 litros de  Biritis por mês. Hoje, mensalmente, são quase dois milhões de litros só de Cacildis. “É uma mudança muito grande. Estamos gradativamente indo de estado para estado, sem muito pressa, já que queremos fazer a coisa sempre com muita qualidade”. 

Segundo o Grupo Petrópolis, a Cacildis já vem tendo boa acolhida na Bahia, “porque é uma cerveja que atende à demanda de diversas ocasiões de consumo, alcançando um grande e exigente público de cerveja”. A cervejaria informou ainda que planeja investir R$ 15 milhões em ações e projetos de marketing para trabalhar os produtos da Brassaria Ampolis neste ano em todo o Brasil.

A marca já está presente num total de dez estados das regiões Sudeste, Sul, Centro Oeste e Nordeste. Até o final de 2019 a ideia é ampliar suas operações em mais áreas e reforçar onde já é distribuída em menor escala, ampliando a presença nos pontos de venda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *