domingo, novembro 29
Shadow

Audiência pública debateu a implantação do hospital de oncologia em Alagoinhas

Nesta quarta-feira (04/12) foi realizada na Câmara Municipal, proposta pelo vereador Luciano Sérgio (PT) em parceria com a Bancada de Oposição, a audiência pública que discutiu a implantação do Hospital de Oncologia de Alagoinhas.

Foto: Divulgação

Luciano Sérgio, que luta pela implantação do serviço de oncologia desde 2015, falou a respeito do processo realizado pelo prefeito Joaquim Neto, que ausente de qualquer discussão com a comunidade e profissionais de saúde, desabilitou uma unidade de saúde já existente e pronta para o funcionamento e tratamento das pessoas com câncer, para investir em um projeto para a construção de uma nova unidade, com a promessa de ser entregue em seis meses, sendo que sequer o terreno foi doado oficialmente, prejudicando que mais precisa, com urgência desta unidade, a população.

Luciano Sérgio, Ana Lopes e Guaciara Ramos explicitaram a necessidade de um Hospital de Oncologia em Alagoinhas, para o tratamento das pessoas doentes no município, que atualmente precisam se deslocar para Feira de Santana ou Salvador para realizar cirurgias, sessões de quimioterapia e radioterapia, processo que é cansativo para pacientes nestas condições e seus familiares.

Foto: Divulgação

Os representantes da Faculdade Estácio de Alagoinhas, Drº João Eduardo Pereira e Eduardo Andrade falaram a respeito da contrapartida da universidade para a população alagoinhense. A Estácio é a única faculdade no município que oferece o curso de medicina e residência para especialização dos seus alunos, além de dispor de bolsas de estudo para os alunos nascidos e que possuam residência fixa na cidade. A Estácio espera que com a implantação do hospital, os universitários possam tanto fazer a residência na saúde básica, quanto nas áreas específicas, trazendo benefícios para eles e para o município.

Antônio Virgínio, provedor da Santa Casa, explicou como se dá o processo para a implantação de um hospital de oncologia, os estudos de viabilidade técnica e impacto social, a liberação por parte da Anvisa, as parcerias, entre outros.

Na ocasião, tivemos a participação do provedor da Santa Casa de Misericórdia, Antônio Virgínio, do coordenador do Curso de Medicina da Faculdade Estácio de Alagoinhas, Dr João Eduardo Pereira, o diretor geral da Faculdade Estácio de Alagoinhas Eduardo Andrade, a vice-presidente do Conselho Municipal de Saúde e presidente da Associação de Oncologia Nova Vida, Ana Lopes e da integrante do Conselho Municipal de Saúde Guaciara Ramos. Os vereadores Luciano Almeida, Thor de Ninha, Caio Ramos, Darlan Lucena, João Henrique e Anderson Barqueiro tem uma participação fundamental nesta empreitada. Pessoas da comunidade também participaram tirando dúvidas a respeito do futuro hospital e como será o seu funcionamento.

ASCOM/Luciano Sérgio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *