domingo, novembro 29
Shadow

Bahia cria 3.958 empregos em novembro e mantém liderança no Nordeste

A Bahia gerou 3.958 postos de trabalho com carteira assinada em novembro de 2019, de acordo com informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgadas nesta quinta-feira (19) e sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), órgão vinculado à Secretaria do Planejamento (Seplan). O resultado decorre da diferença entre 54.392 admissões e 50.434 desligamentos.

No acumulado do ano foram gerados 41.964 novos postos, resultado que mantem a Bahia como líder na geração de empregos com carteira assinada no Nordeste e na 5ª posição nacional em 2019. “Este é um resultado expressivo, que comprova o desenvolvimento econômico e social da Bahia, a partir de políticas públicas promovidas pelo Governo do Estado e voltadas para a geração de emprego e renda para a população. Vale ressaltar que, neste acumulado do ano, todos os setores registraram saldos positivos, com destaque para a Construção Civil, com 16.896 novos postos criados”, destacou o secretário estadual do planejamento, Walter Pinheiro.

“Neste ano, a geração de empregos vem ocorrendo tanto na capital, com 10.087 novos postos de trabalho, quanto no interior, com 31.877, comprovando a capilaridade das políticas públicas do Governo da Bahia”, disse o secretário estadual de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães.

Setorialmente, em novembro, cinco segmentos contabilizaram saldos positivos: Comércio (+4.637 postos), Serviços (+1.922 postos), Construção Civil (+1.660 postos), Serviços Industriais de Utilidade Pública (+131 postos) e Extrativa Mineral (+20 postos). Nos primeiros onze meses de 2019, todos os setores de atividade registraram saldos positivos: Construção Civil (+16.896 postos), Serviços (+11.411 postos), Indústria de Transformação (+4.589 postos), Comércio (+4.584 postos), Agropecuária (+2.609 postos), Serviços Industriais de Utilidade Pública (+867 postos), Extrativa Mineral (+676 postos) e Administração Pública (+332 postos).

“O bom resultado do emprego na Bahia em novembro foi impulsionado principalmente pelo Comércio. Importante destacar que enquanto no Brasil o setor da Construção Civil desempregou, a Bahia gerou 1.660 postos no setor, fruto da manutenção de obras públicas” salientou o diretor de Pesquisas da SEI, Armando Castro.

Análise regional

Em novembro, a Bahia ocupou a segunda posição dentre os estados nordestinos e a 8ª dentre os estados brasileiros na geração de emprego. Além da Bahia, no Nordeste todos os estados criaram postos com carteira assinada: Ceará (+4.860 postos), Pernambuco (+3.194 postos), Paraíba (+1.943 postos), Rio Grande do Norte (+1.690 postos), Sergipe (+1.489 postos), Alagoas (+1.327 postos), Maranhão (+1.163 postos) e Piauí (+200 postos).

No Nordeste, os nove estados totalizaram acumulados positivos no acumulado do ano. A Bahia foi seguida por Maranhão (+15.342 postos), Pernambuco (+15.131 postos), Ceará (+13.564 postos), Paraíba (+9.233 postos), Rio Grande do Norte (+6.952 postos), Piauí (+4.903 postos), Sergipe (+3.210 postos) e Alagoas (+1.828 postos).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *