segunda-feira, março 30

Bracell, Sema e Inema assinam termo de compromisso para criação de novas reservas naturais nesta terça-feira (04)

Foto – Gleison Rezende

Nesta terça-feira, 04 de fevereiro, a Bracell, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) irão assinar o termo de compromisso para criação de cinco novas RPPNs na Bahia, com uma área total de 3.793 hectares. Dentre elas está a Subaumirim Gleba A, em Entre Rios, com 1.607 hectares, que passa a ser a maior RPPN do Litoral Norte do Estado. Até então, a maior RPPN da região era a Lontra, com 1.377 hectares, que também pertence à Bracell.
Nesta mesma cerimônia, o Governo do Estado também assinará mais 2.071ha de áreas de conservação, totalizando 5.864ha de RPPNs, equivalente a cerca de 500 Arenas Fonte Nova, aumentando em mais de 100% o total de RPPNs estaduais criadas até agora. A assinatura será às 11h, na Secretaria do Meio Ambiente, no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Os espaços naturais da Bracell integram os 60.600 hectares destinados pela empresa à preservação e recuperação dos remanescentes de matas nativas em suas propriedades. Esta área preservada, que corresponde a cerca de 40% do total das propriedades, é o dobro do que determina a legislação ambiental brasileira.  As novas RPPNs da Bracell são a Lua Alta (605 ha), no município do Conde, Falcão (937 ha) e Japurá (534 ha), em Esplanada, Subaumirim Gleba A (1.607 ha) e Subaumirim Gleba B (107 ha), em Entre Rios.

As áreas de reserva ficam em algumas das propriedades em que a Bracell cultiva eucaliptos no litoral norte da Bahia. A empresa utiliza a madeira de eucalipto como principal matéria-prima para abastecimento de sua fábrica, no Polo de Camaçari, que tem capacidade para produzir 500 mil toneladas mundiais de celulose solúvel. Seus produtos são utilizados na fabricação de viscose, medicamentos, cosméticos, alimentos, tintas e pneus, dentre outras.

RPPN Lontra
Importante reserva ambiental da Bracell, a RPPN Lontra abriga centenas de espécies da fauna e flora silvestres, muitas delas raras e ameaçadas de extinção. É o único posto avançado de Reserva da Biosfera da Mata Atlântica (RBMA), pertencente a uma empresa privada.  Equipes de monitores já identificaram no local 181 espécies da fauna, entre mamíferos, anfíbios, répteis e aves, e ainda 113 espécies da flora silvestre. Dentre elas, estão a surucucu pico-de-jaca (Lachesis muta), a maior serpente peçonhenta das Américas, podendo atingir até 4,5 metros, e também o briba de folhiço (Coleodactylus meridionalis), o menor lagarto do mundo.

A Bracell

Líder mundial em celulose solúvel, a Bracell possui unidades florestais e industriais na Bahia – com plantios de eucalipto em 31 municípios do litoral norte e agreste do estado e fábrica no Polo de Camaçari – e em São Paulo, no município de Lençóis Paulista. Quando concluir, em 2021, o projeto de expansão da fábrica em São Paulo, a empresa irá agregar 1,5 milhão de toneladas anuais à sua atual capacidade de produção, totalizando 2 milhões de toneladas. Além de unidades produtivas no Brasil, a Bracell conta com sede administrativa em Cingapura e escritórios de vendas na Ásia, Europa e nos Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *