quarta-feira, abril 1

Prefeitura de Alagoinhas desenvolve ações de combate à Dengue e organiza novos mutirões

Após realizar 4 grandes ações no último semestre, percorrendo bairros da cidade com uma força-tarefa de combate à Dengue, a Prefeitura intensifica o trabalho dos agentes de endemias e atua com estratégias para evitar a proliferação do mosquito vetor. Com inspeção de imóveis, tratamento focal nos criadouros, limpeza de terrenos, orientações e visitas domiciliares inclusive aos finais de semana, para evitar o número de casas fechadas, o intuito é reduzir significativamente os índices do mosquito transmissor de arboviroses em Alagoinhas.

O 1° Levantamento Rápido de Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) do ano, realizado no período de 19 a 21 de fevereiro, mostra que Alagoinhas se manteve fora da zona vermelha de alto risco e permanece em situação de alerta, com um Índice de Infestação Predial de 2,5%, considerado de médio risco. A cidade chegou a registrar 5,6, no último ano, e, embora ainda não tenha atingido a média inferior a 1% preconizada pelo Ministério da Saúde, a queda significativa aponta para a efetividade do trabalho realizado pela Secretaria de Saúde em ações integradas com a comunidade. Em 2019, cerca de 97 toneladas de lixo e entulho foram recolhidas por meio de mutirões.

“Diminuímos muito os indicadores devido à estratégia de trabalho. Agora nossos agentes trabalham em áreas próximas às suas residências, com as quais já estão familiarizados, e isso acaba sendo muito positivo. Casa fechada, chuva e sol quente formam um ambiente favorável para o Aedes aegypti se proliferar, mas nosso trabalho casa a casa e o trabalho intensificado aos finais de semana ajudou muito. Além disso, já estão planejados mutirões pós-LIRAa nas localidades com maior infestação”, explicou a coordenadora do setor de endemias, Telma Pio. Segundo ela, as equipes seguem com bombas motorizadas, bloqueios e trabalho perifocal nas residências.

Foto: Roberto Fonseca

A secretária municipal de saúde, Rosania Rabelo, ressaltou que o cronograma de mutirões será iniciado já no próximo mês, com ações efetivas e uma força-tarefa de combate à Dengue em diferentes pontos de Alagoinhas. “Seguimos monitorando as localidades, com nossos agentes em campo, realizando levantamentos casa a casa, formando multiplicadores, ampliando a campanha de conscientização, e essas ações serão intensificadas a partir das próximas semanas, quando mutirões serão realizados junto às áreas com maior índice de infestação do mosquito”, afirmou a gestora da pasta.

Foto: SECOM

De acordo com os dados do 1° LIRAa de 2020, os bairros identificados com maior índice de infestação pelo Aedes aegypti foram Alagoinhas Velha, centro, Cavada, Barreiro de Baixo e Mangalô. “Começaremos os mutirões por essas localidades”, determinou Rosania Rabelo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *