quarta-feira, setembro 30
Shadow

Alunos da rede estadual começam a receber vale-alimentação; secretário de Educação detalha passo a passo

A distribuição do vale-alimentação no valor de R$ 55 para os estudantes da rede estadual de ensino teve início nesta segunda-feira (20), em Salvador e mais 21 cidades do interior da Bahia. A estimativa é que aproximadamente 284 mil alunos recebam o benefício neste primeiro lote. A medida foi adotada para minimizar o impacto social da pandemia de coronavírus, já que as escolas estão fechadas e os estudantes estão sem acesso a merenda escolar.

Em entrevista ao Jornal da Manhã desta segunda-feira, o secretário de Educação do estado, Jerônimo Rodrigues, detalhou o processo e explicou que duas redes de mercado farão o atendimento aos estudantes do primeiro lote.

“Todos os estudantes deverão procurar uma loja da Açaí ou da Cesta do Povo, ao total estamos falando de 39 lojas espalhadas por 22 municípios, que estão para essa etapa do pagamento. As escolas todas receberam uma listagem confirmando os nomes. Mas, se por ventura os estudantes tiverem dúvida se o nome está na lista, deverão procurar no nosso site e lá estará se o nome está confirmado. Teremos ainda a localização e as redes que o estudante deverá procurar. Em Salvador e Feira de Santana as duas redes atenderão os estudantes. Nos outros municípios da Bahia, cada um terá uma rede a disposição”, explicou o secretário.

Para a retirada do vale-alimentação, o estudante deverá ir ao setor de atendimento ao cliente do mercado com CPF e documento de identificação com foto. O vale é destinado, exclusivamente, para a compra de gêneros alimentícios. Não será permitida a compra de bebidas ou outros itens.

O secretário Jerônimo Rodrigues alertou que apenas uma pessoa de cada família deve comparecer ao mercado para resgatar o vale estudantil. Os pais dos estudantes podem realizar a compra, desde que apresentem os documentos do aluno.

“Estamos pedindo que não vá muita gente no mercado para evitar aglomeração. Se possível, os estudantes que forem às lojas ou seus responsáveis, que levem o documento, vá de máscara. Combinamos com as duas redes que façam um atendimento adequado para que, neste momento, a gente possa fazer uma segurança alimentar desses 284 mil estudantes. E na próxima semana a gente possa concluir com os outros 516 mil para chegar aos 800 mil estudantes recebendo o vale alimentação estudantil”.

O benefício não terá limite de idade ou de estudantes por família. Assim, em uma casa com quatro alunos da rede estadual, todos terão acesso aos R$ 55.

“Se um pai, uma mãe, uma avó tiver mais de um filho na rede estadual de ensino, todos terão direito. Não tem idade. A rede estadual tem prioridade no ensino médio, a maioria tem 16 anos. Mas temos em Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista, temos estudantes no primeiro grau. Nesses casos, os estudantes terão abaixo de 14 anos. É só o responsável levar o documento do estudante para acessar o benefício”, pontuou Jerônimo Rodrigues.

Cartão com o benefício

Estudantes de municípios que não contam com unidades do Açaí ou da Cesta do Povo receberão cartões alimentação, que serão entregues diretamente pelas escolas. Quem ainda não tem o CPF informado no ato da matrícula deve fazer a atualização no sistema Siadiante, pelo portal da Secretaria de Educação. Dúvidas também podem sanadas pelo telefone: 0800 284 0011.

“O estudante pode ligar para a escola. É um caminho. A escola continua aberta. Semana passada tivemos uma sobreposição de muitas ligações. Além de receber as ligações, os diretores e professores estão ligando para as famílias. Temos no nosso site uma página com os nomes dos estudantes e a rede de mercados que eles podem ser atendidos. Se o estudante não estiver na lista, tem um link que pode fazer o cadastro. Fazendo isso, poderá, depois de dois dias, se dirigir a uma loja para receber. Se alguém se dirigir para a loja e não estiver o nome, teremos pessoas da secretaria de educação acompanhando o processo”, afirmou o secretário de Educação da Bahia.

Os cartões serão distribuídos para mais de 500 mil estudantes. Os itens poderão ser utilizados em mercados credenciados na rede Alelo, do Banco do Brasil. Segundo o secretário, existirá um calendário para que os alunos retirem o cartão nas escolas.

“Estamos com o compromisso que a partir de sexta-feira chegará o primeiro lote de cartões. Assim que chegar, encaminharemos para a escolas. Nesta semana, combinaremos a entrega desses cartões nas escolas. Faremos um calendário de entrega. Os estudantes terão essa semana ainda uma data para receber o cartão”, pontuou.

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *