Shadow

Defensoria recebe mais de 2.500 formulários sobre falta de água na capital e no interior

A Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA) recebeu mais de 2.500 formulários de usuários da Embasa comunicando problemas de abastecimento. As denúncias apontam, de acordo com o órgão, que dos 163 bairros de Salvador, 106 deles tiveram uma incidência maior no número de relatos sobre a falta de água durante a pandemia do novo coronavírus.

Essas informações foram destacadas pelo DPE-BA em ofício expedido para a Empresa Baiana de Águas e Saneamento, solicitando que fossem  apurados os relatos e apresentadas medidas e soluções de retomada do fornecimento nestas localidades.

“Considerando esta pandemia causada pela Covid-19, a necessidade de água vai muito além do consumo: ela é fundamental para a higienização das mãos e dos objetos potencialmente contaminados, evitando, assim, o risco de contágio e a disseminação do coronavírus “, ressalta a coordenadora da Especializada Cível da DPE/BA, Ariana Sousa.

A instituição lançou o formulário, que segue disponível no site oficial do órgão, com o objetivo de mapear as localidades que estavam sem água e buscar uma solução com a Embasa. Na primeira fase de levantamento dos dados, de 30 de março ao último dia 12, mais de 2.500 formulários foram preenchidos e enviados pela população da capital e no interior.

A partir desta primeira coleta, a Instituição, que já tem um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) firmado com a Embasa para evitar o corte por falta de pagamento, iniciou as tratativas para minimizar os problemas no abastecimento de água nas residências e bairros apontados pelos moradores nos formulários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *