Shadow

Indústrias de Feira de Santana começam a sentir os reflexos da crise decorrente do coronavírus

Os impactos do novo coronavírus começam a afetar as grandes indústrias instaladas em Feira de Santana. Uma delas é a Pirelli, que no dia 23 de março deu férias coletivas aos seus colaboradores. As férias teriam duração até 13 de abril, mas foram prorrogadas para o dia 20 deste mês. Na última terça (21), a empresa decidiu por suspender os contratos de trabalho dos funcionários por 30 dias, podendo prorrogar a suspensão por mais 30.

Em entrevista ao De Olho na Cidade, o presidente do Sindiborracha, Oberdan Cerqueira, afirmou que estas indústrias não têm para quem vender no momento, então começam a tomar decisões para trabalharem apenas com o estoque que já têm e não demitirem os colaboradores.

Ele ainda afirmou que outras empresas do mesmo segmento da Pirelli vêm sofrendo com este problema, porém, que todas as negociações estão passando pelo sindicato para que os funcionários não acabem perdendo os seus benefícios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *