quinta-feira, outubro 1
Shadow

Nota de esclarecimento: Pandemia altera realização de funerais, nos municípios

Foto: David Ribeiro – Se Liga Alagoinhas

Em decorrência das informações divulgadas sobre sepultamentos, na última quinta-feira (23), em Alagoinhas, a Prefeitura reitera que o município tem adotado, em integralidade, as normas técnicas e protocolares do Ministério da Saúde, durante a pandemia. O município esclarece ainda que, no dia 23 de abril, 3 óbitos foram registrados no Hospital Regional Dantas Bião – 2 deles de Alagoinhas e um de Pedrão.

De acordo com as equipes de saúde, o senhor de 87 anos, que veio do município vizinho e deu entrada ao Hospital Regional, em Alagoinhas, tendo chegado a óbito, era paciente oncológico, com um quadro de complicações pela doença. No que se refere aos outros 2 óbitos registrados, no mesmo dia, a Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) esclarece que também se tratavam de pessoas acometidas por doença de base. Segundo informações divulgadas, um dos pacientes era jovem, do sexo masculino, com quadro anterior de enfermidade, e a paciente do sexo feminino, que também estava na unidade hospitalar, quando chegou a óbito, era portadora de câncer de mama. Ainda de acordo com as equipes de saúde, o município adota os protocolos nacionais de intervenção, por isso, diante do enfrentamento à pandemia, amostras desses pacientes foram coletadas no hospital para a testagem laboratorial da COVID-19. Os profissionais salientaram, entretanto, que a medida é protocolar e que os resultados ainda não saíram, sendo totalmente prematuro, portanto, afirmar que a causa das mortes teria relação com o coronavírus.

No que se refere ao sepultamento dessas pessoas, a Prefeitura reforça que segue as definições e protocolos estabelecidos. Assim como outros municípios, em todo o país, Alagoinhas segue as determinações e diretrizes que recomendam funerais com limitação de pessoas, e os agentes funerários utilizam – conforme orientações dos órgãos oficiais – equipamentos de proteção facial, vestimenta, óculos, luvas e botas para o manejo, no cemitério.

Consta ainda, nas definições, que não será permitida a realização de velórios, durante o período de enfrentamento à pandemia, independente da causa do óbito, e que fica vedado o transporte intermunicipal após a morte. Seguindo essas recomendações, o paciente de Pedrão foi sepultado em Alagoinhas, e o município segue os termos dispostos na NT n°09/2020, atualizada no último dia 14 de abril e expedida pelo Comitê Estadual de Emergências em Saúde Pública, da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, para a realização dos sepultamentos.

As equipes de Vigilância Epidemiológica do município atuam com o monitoramento em tempo real os casos identificados da COVID-19, em Alagoinhas, e a SESAU salienta que os profissionais trabalham com responsabilidade e transparência, na linha de frente do combate ao coronavírus.

A Prefeitura se solidariza às famílias das pessoas que vieram a óbito e presta condolências, neste momento de pesar e dor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *