quinta-feira, outubro 1
Shadow

Governador alerta para alto risco de reabertura do comércio em Feira de Santana: “Eu não faria”

O governador Rui Costa alertou a prefeitura de Feira de Santana para o risco na decisão de reabrir o comércio local. Na última segunda-feira (20), o prefeito Colbert Martins decreteu que lojas de até 200m² de área – assim como ocorre em Salvador – voltassem a funcionar normalmente. 

Apesar de reconhecer que prioriza o diálogo com os líderes municipais, ao invés do enfrentamento, Rui deixou claro durante entrevista nesta quarta-feira (29) à Rádio Sociedade, que não concorda com a flexibilização na cidade que é uma das principais centros comerciais da região. “Eu não faria”, diz o governador.

“Tenho adotado a postura de diálogo e entendimento, não de confrontar a decisão desse ou daquele prefeito […] mas essa opção eu não faria neste momento, acho que é um risco que espero que não se materialize, não vou torcer contra, mas é um risco que eu naõ correria de abrir o comércio em uma cidade que apresenta casos constantemente e tem uma conexão muito grande com outras cidades”, argumenta.

Rui Costa explica que a aposta é alta principalmente pelos leitos de UTI destinados a pacientes com o novo coronavírus, não estarem 100% prontos na cidade. Não só as unidades preparadas pelo município, como o Hospital Clériston Andrade II, onde as obras também não foram concluídas. 

O líder do Executivo baiano ressaltou que a situação pode ser comparada a ir para uma “guerra” sem todas as armas na mão, mas se negou a polarizar a discussão e garantiu que vai evitar “ficar polemizando” com qualquer prefeito ou prefeita.

“É você se expor ao risco sem ter as condições de enfrentá-lo, como se fosse ir para a guerra ainda sem as armas […] abrimos o coméricio e não temos unidade pronta. Mas também não fico polarizando, temos que dedicar nossa energia a salvar vidas humanas e não a ficar polemizando com esse ou aquele administrador municipal”, resume.

Mesmo após assinar o decreto pela reabertura de parte dos estabelecimentos comerciais, o prefeito Colbert Martins (MDB) comemorou o achatamento da curva, mas pediu que a população respeite as normas de distanciamento social. Feira de Santana tem 81 casos confirmados do novo coronavírus, um óbito e 50 pacientes recuperados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *