quinta-feira, setembro 24
Shadow

Estudantes de Alagoinhas produzem sabonete líquido caseiro durante gincana on-line para distribuição à população

Os estudantes da modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Colégio Estadual de Alagoinhas, localizado no município de Alagoinhas, estão participando de uma gincana on-line voltada para a sustentabilidade ambiental e os cuidados com a população, tendo em vista a prevenção ao Coronavírus (COVID-19).

A atividade segue até o final do período de isolamento social e uma das ações é a produção de sabonete líquido para ser doado na comunidade local. Todas as tarefas serão fotografadas, filmadas e compartilhadas na plataforma Google Classroom, no e-mail e nos grupos de WhatsApp acessados pelas turmas.

Para a produção caseira do sabonete líquido, os estudantes receberam instruções dos professores de Química do colégio e também assistiram a um vídeo explicativo.

O sabonete será feito pelos estudantes em suas casas utilizando materiais e ingredientes como sabonete em barra, bicarbonato de sódio e shampoo neutro, além de água filtrada e morna. Os sabonetes produzidos pelos estudantes serão recolhidos em suas casas e distribuídos junto à população. 

Dentre as diversas tarefas está a criação de rótulos para os recipientes dos sabonetes líquido a serem distribuídos. As embalagens contarão com instruções de uso e data de validade, que será a mesma contida na embalagem do sabão em barra utilizado como matéria-prima principal.

A professora Elidineide Maria dos Santos, que é uma das idealizadoras da gincana, falou da importância da atividade. “Trata-se de uma gincana ecológica, sustentável e solidária, por meio da qual os estudantes, mesmo durante o período de isolamento social, podem se mobilizar para ajudar as pessoas da comunidade, fazendo com que elas higienizem as mãos com o sabonete líquido feito e doado por eles”.

Mariza Souza, 60, é uma das estudantes engajadas nas tarefas da gincana e está juntando os recipientes plásticos de casa, como frascos de shampoo, para armazenar os sabonetes.

“Esta gincana é uma ideia muito interessante, pois podemos ajudar o próximo a enfrentar essa pandemia. Além disso, também estamos preservando o meio ambiente através da reutilização de embalagens que, geralmente, são jogados no lixo e poluem a natureza”, afirmou. A também estudante Claudiane Severo, 33, disse que gostou muito da iniciativa da escola. “Estou muito animada para fazer as tarefas, porque sei que ajudaremos várias pessoas da comunidade a se protegerem do vírus e isso é muito importante”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *