terça-feira, outubro 20
Shadow

Tag: MEI

Caixa é o primeiro banco a operar o CREDMEI

Caixa é o primeiro banco a operar o CREDMEI

Brasil
A CAIXA é a primeira instituição a operar o CREDMEI, programa do Governo Federal voltado aos microempreendedores individuais que busca simplificar o acesso a produtos e serviços junto aos bancos credenciados. No Portal do Programa, os empresários podem fazer solicitações de forma eletrônica, utilizando seu computador ou smartphone para abrir contas e contratar cheque especial, cartão de crédito e máquina de cartão na CAIXA. Segundo o vice-presidente de Clientes, Negócios e Transformação Digital da CAIXA, Valter Nunes, a participação do banco no Programa está alinhada a seu posicionamento estratégico de ser líder neste segmento. "A parceria da CAIXA reforça nosso compromisso de trabalhar para fortalecer os micro e pequenos negócios e demais empresas brasileiras, além de facilitar o
Programa de parcelamento de dívidas do MEI começa hoje

Programa de parcelamento de dívidas do MEI começa hoje

Brasil, Destaque
Os microempreendedores individuais (MEIs) com boletos atrasados poderão solicitar o parcelamento das dívidas com a Receita Federal. O prazo para fazer o pedido termina no dia 2 de outubro. É a primeira vez, desde a criação do MEI, em 2009, que o governo abre um programa de parcelamento de débitos. As dívidas acumuladas até maio de 2016 poderão ser parceladas em até 120 prestações, que deverão ter valor de pelo menos R$ 50. Para débitos de boletos vencidos após maio de 2016, o parcelamento será de, no máximo, 60 meses. Segundo a Receita Federal, o saldo devedor atual dos MEIs é de R$ 1,7 bilhão. O número de microempreendedores individuais cadastrados no Simples Nacional já superou a marca de 7 milhões, mas o percentual de inadimplência tem se mantido há anos no patamar ao redor de 60%. De
Atenção – MEI também precisa declarar imposto de renda

Atenção – MEI também precisa declarar imposto de renda

Brasil
Declaração para microempreendedor individual deve ser entregue até a próxima sexta-feira, dia 28 de abril Com o crescente saldo negativo de postos de trabalho, a saída para muitos brasileiros foi virar um Microempreendedor Individual, o MEI. Até a última semana, o País tinha 6,8 milhões de pessoas registradas com atividade de microempresa. Apesar de ser uma alternativa rápida e simples para quem precisa ganhar dinheiro e sair da informalidade, a facilidade acaba quando começam os deveres do novo empresário, como declarar o Imposto de Renda. Para ser considerado MEI, é preciso ganhar até R$ 60 mil por ano, ou R$ 5 mil por mês, não ter participação em outra empresa como sócio ou titular e ter no máximo um empregado contratado que receba salário mínimo ou o piso da categoria. Há 480 atividade